Linguagem e a Fonoaudiologia







A aquisição da linguagem contempla um processo dialógico contínuo de desenvolvimento mútuo da fala, dos gestos, do olhar que se (inter)relacionam e constituem um único conjunto de produção e de significação. Essa concepção de linguagem multimodal começa a penetrar, atualmente, na prática fonoaudiológica, que busca promover atenção à saúde da comunicação humana.

A linguagem é muito importante na vida escolar, já que é neste período que se desenvolve a comunicação e a linguagem, tanto oral como escrita, por esse motivo o fonoaudiólogo tem que estar atento para saber o que é fisiológico ou patológico, qual a origem desses problemas, incluindo o nível social do paciente, seu dia a dia e todo o contexto com o qual se relaciona.


O estudo sobre a aquisição da linguagem tem uma longa história, mas ultimamente tem crescido bastante na necessidade de se entender como se dá essa aquisição e tentarmos dar condições para que ela se desenvolva na criança, principalmente aquelas que têm algum atraso e o fonoaudiólogo é "intimado" a resolver. Outro estudo que esta sendo também muito explorado e que é de fundamental importância para o fonoaudiólogo é o desenvolvimento do sistema se sons da criança mostrando as produções e discriminações vocais na primeira infância, ajudando o terapeuta a ter um padrão e a partir dele detectar as distinções lingüísticas nos sons da fala que a criança possa realizar.

Nas patologias da fala, conforme já referimos, a Lingüística tem contribuído muito, pois são a partir dos seus estudos que o fonoaudiólogo descreve e avalia precisamente os desvios fonológicos e a partir daí traça sua terapia mais adequada e eficaz.

A linguística tem simplificado e otimizado a descrição exata e a avaliação objetiva de sistemas fonológicos com desvios, contribuindo muito para a atuação do fonoaudiólogo.

Compete ao fonoaudiólogo fazer diagnóstico, porém, é de extrema importância ter o bom senso de encaminhar o paciente, quando necessário, para as diferentes áreas médicas e paramédicas, para que as diversas possibilidades que podem interferir na problemática apresentada pelo paciente sejam concluídas.




Dicas para profissionais
  • 3º Conafono – Disfagia
  • Drive Virtual de Fonoaudiologia
  • Curso online de Fonética e Fonologia

  • Comente:

    Nenhum comentário